sábado, 28 de abril de 2018

ORGULHO



São tantas pessoas que levam a vida sempre se achando superior aos outros, e jamais param para pensar que um dia tudo acaba.
Costumamos falar que “aqui estamos de passagem e estamos apenas plantando nosso canteiro”. Muito bonita essa frase, mais será que as pessoas se conscientizam disso? Ou só vão parar quando perderem alguém ou algo que gostam?
Será que alguém consegue imaginar que existem na vida vários lugares que não gostamos de ir, mas que podemos escolher entre ir ou não, mas existem praticamente dois que não conseguimos ficar sem visitar: um hospital e um velório.
Amigos não se assustem! Vamos parar e analisar que a vida é muito curta, e ainda existem pessoas que a fazem ser mais difícil e complicada.
Dias desses precisei ir a um hospital e infelizmente a um velório, e percebi que no hospital muitos sofrem com suas dores, choram, às vezes por estarem ali sozinhos ou até mesmo achando que não merecem o que estão passando, mais encontra-se pessoas boas que gostam do que faz, tratam as pessoas como se fossem da família mesmo, com carinho, dedicação, calor humano. É claro que tem aquelas que odeiam o que faz e tratam à todos com pouco caso, ignoram quando as pessoas falam que ainda estão com dores e tal, mais o que importa é que nesta vida encontramos de tudo e é claro, os que nos ajudam ou de uma forma ou de outra a gente deve agradecer sempre, mas os que não fazem nada por ninguém nem mesmo estando numa profissão dessa.
Devemos pedir a Deus por eles e que nunca ninguém da família deles passe por isso. 
Costumo sempre falar que cada profissão é uma missão e se a pessoa está descontente deve mudar, mesmo porque a vida vai pra frente, pois o importante é amar o que faz.
Quanto ao velório notei que as pessoas passam uma perto da outra e esquecem de cumprimentar, esquecem às vezes de saber que estão ali para despedir de alguém, e muitas vezes viram lugar de encontro porque muitas passam anos sem ver a outra. 
Mais o que é importante dizer é que se esquecem de ser humildes, esquecem que um dia pode ser ela a estar se despedindo de alguém ou mesmo dela própria.
É tão fácil ser humilde, é tão fácil respeitar os outros, pedir perdão.
Na verdade amigos, o que falta às pessoas é aproveitar cada minuto como se fosse o último, tratando bem os outros,se dedicando da melhor forma possível, e lutar sim pra viver melhor, se sentir melhor, mais jamais esquecer quem um dia te ajudou, até mesmo em uma simples palavra, em um pequeno gesto, mais guarde uma coisa sempre: não é uma casa bonita, um carrão que te faz melhor que os outros, aqui nessa terra somos todos iguais e a cada dia regamos a nossa plantinha para quando partirmos poder deixar belas flores. E nunca se esqueçam disso também: não estamos aqui julgando alguém, apenas tentando fazer as pessoas se conscientizar o quanto é importante lembrar que sempre precisamos de alguém para viver. AXÉ

sexta-feira, 27 de abril de 2018

F I L H O S


Ainda é a maior preocupação da vida dos pais.

 Amar, cuidar, ensinar, dar colo.
Uma vez ouvi essa frase de uma pessoa: “desde que filho tive, sossego perdi”.
Se analisar-mos é bem isso né? Quando criança os pais pouco dormem, porque a criança chora de dor aqui e ali. Quando crescem e começam ir à  escola onde os pais levam e buscam, ajudam nas lições. Quando jovens vem a preocupação das amizades, das más companhias, dos vícios e dos ambientes errados.
Mas e quando os filhos crescem na maior harmonia, com o maior amor e carinho, passam essas fazes com o apoio dos pais e ainda muitos dizem que a vida é deles, que os pais são caretas, que eles querem curtir a vida e os pais atrapalham?
Vocês não têm noção de quantas pessoas me dizem isso. Daí eu sempre me pergunto: aonde os pais erram? Será que doar amor é errado?.
É claro que sabemos que muitos filhos são deixados pelos pais porque abandonam suas esposas(os). Quantos pais saem de casa pra curtir a vida, às vezes sozinhos ou até com novas namoradas e se esquecem que deixou os filhos pra trás!.
O que quero questionar são essas atitudes, essa falta de amor ao próprio sangue. Até onde podemos analisar isso?
Imaginem vocês como também pais sofrem com os filhos ingratos que tudo tiveram e o troco só foi decepção? Aos filhos que também sofrem com essa falta de amor. E o que se pode notar é que parece que ninguém percebe isso, ninguém pára para pensar no vazio que isso causa no ser humano, ninguém pensa que um dia o outro parte dessa vida e que tudo pode parar. Será que as pessoas não conseguem imaginar que resolver isso é importante? Engraçado até! Isso mesmo, vou usar a palavra engraçadopara esse exemplo: quando um pai ou a mãe morre e o filho aprontou muito e nunca quis saber do pai ou mãe, a reação dessa pessoa é: chorar, se comover e pedir até perdão, diz ali no caixão que o pai  ou a mãe era tão importante. Mas porque esperou a morte pra ver isso não é mesmo? Não estamos julgando ninguém e sim tentando entender o por que as pessoas não param pra se analisar, pra tentar mudar a vida, o sentimento, aproveitar o tempo, aproveitar os momentos, ser feliz e fazer o outro feliz, isso é tão simples.
Amigos, a vida é tão boa de ser vivida. Tanto os pais como os filhos podem errar né?  Mas devem rever o sentimento do amor, a falta, olhar o passado, pensar no futuro ,viver o presente, cuidar da família. O tempo passa, mas nunca ninguém deixará de ser filho, mais também ninguém deixa de ser pai.
O que se precisa fazer é aproveitar o tempo e viver unido e feliz, pois.sempre há tempo desde que a pessoa queira, seja você pai, mãe ou mesmo filho .Quem sabe chegou seu momento para refletir, daí quando chegar seu momento de despedida de seu ente querido você saberá que fez sua parte, e terá sua consciência tranquila e não sentirá remorso.
Quem sabe HOJE chegou seu momento para refletir. 
Pense nisso.
AXÉ

quinta-feira, 26 de abril de 2018

ALMAS GÊMEAS


Será uma verdade a teoria das almas gêmeas?
No sagrado mistério da vida, cada coração possui no Infinito a alma gêmea da sua, companheira divina para a viagem à gloriosa imortalidade.

Criadas umas para as outras, as almas gêmeas se buscam, sempre que separadas. A união perene é-lhes a aspiração suprema e indefinível. Milhares de seres, se transviados no crime ou na inconsciência, experimentaram a separação das almas que os sustentam, como a provação mais ríspida e dolorosa, e, no drama das existências mais obscuras, vemos sempre a atração eterna das almas que se amam mais intimamente, envolvendo umas para as outras num turbilhão de ansiedades angustiosas; atração que é superior a todas as expressões convencionais da vida terrestre. Quando se encontram no acervo real para os seus corações – a da ventura de sua união pela qual não trocariam todos os impérios do mundo, e a única amargura que lhes empana a alegria é a perspectiva de uma nova separação pela morte, perspectiva essa que a luz da Nova Revelação veio dissipar, descerrando para todos os espíritos, amantes do bem e da verdade, os horizontes eternos da vida.

A atração das almas gêmeas é traço característico de todos os planos de luta na Terra?
O Universo é o plano infinito que o pensamento divino povoou de ilimitadas e intraduzíveis belezas. Para todos nós, o primeiro instante da criação do ser está mergulhado num suave mistério, assim como também a atração profunda e inexplicável que arrasta uma alma para outra, no instituto dos trabalhos, das experiências e das provas, no caminho infinito do Tempo.

A ligação das almas gêmeas repousa, para o nosso conhecimento relativo, nos desígnios divinos, insondáveis na sua sagrada origem, constituindo a fonte vital do interesse das criaturas para as edificações da vida. Separadas ou unidas nas experiências do mundo, as almas irmãs caminham, ansiosas, pela união e pela harmonia supremas, até que se integrem, no plano espiritual, onde se reúnem para sempre na mais sublime expressão de amor divino, finalidades profundas de todas as cogitações do ser, no Dédalo do destino.

A união das almas gêmeas pode constituir restrição ao amor universal?

O amor das almas gêmeas não pode efetuar semelhante restrição, porquanto, atingida a culminância evolutiva, todas as expressões afetivas se irmanam na conquista do amor divino. O amor das almas gêmeas, em suma, é aquele que o Espírito, um dia, sentirá pela Humanidade inteira.

Perante a teoria das almas gêmeas, como esclarecer a situação dos viúvos que procuram, novas uniões matrimoniais, alegando a felicidade encontrada no lar primitivo?


Não devemos esquecer que a Terra ainda é uma escola de lutas regeneradoras ou expiatórias, onde o homem pode consorciar-se várias vezes, sem que a sua união matrimonial se efetue com a alma gêmea da sua, muitas vezes distante da esfera material.

A criatura transviada, até que se espiritualize para a compreensão desses laços sublimes, está submetida, no mapa de suas provações, a tais experiências, por vezes pesadas e dolorosas. A situação de inquietude e subversão de valores na alma humana justifica essa provação terrestre, caracterizada pela distância dos Espíritos amados, que se encontram num plano de compreensão superior, os quais, longe de desdenharem as boas experiências dos companheiros de seus afetos, buscam facultar-lhes com a máxima dedicação, de modo a facilitar o seu avanço direto às mais elevadas conquistas espirituais.

Os Espíritos evoluídos, pelo fato de deixarem algum amado na Terra, ficam ligados ao planeta pelos laços da saudade?
Os espíritos superiores não ficam propriamente ligados ao orbe terreno, mas não perdem o interesse afetivo pelos seres amados que deixaram no mundo, pelos quais trabalham com ardor, impulsionando-os na estrada das lutas redentoras, em busca das culminâncias da perfeição.

A saudade, nessas almas santificadas e puras, é muito mais sublime e mais forte, por nascer de uma sensibilidade superior, salientando-se que, convertida num interesse divino, opera as grandes abnegações do Céu, que seguem os passos vacilantes do Espírito encarnado, através de sua peregrinação expiatória ou redentora na face da Terra.

Somente pela prece a alma encarnada pode auxiliar um Espírito bem-amado que a antecedeu na jornada do túmulo?
A oração coopera eficazmente em favor do que partiu, muitas vezes com o espírito emaranhado na rede das ilusões da existência material. Todavia, o coração amigo que ficou aí no mundo, pela vibração silenciosa e pelo desejo perseverante de ser útil ao companheiro que o precedeu na sepultura, para os movimentos da vida, nos momentos de repouso do corpo, em que a alma evoluída pode gozar de relativa liberdade, pode encontrar o Espírito sofredor ou errante do amigo desencarnado, despertar-lhe à vontade no cumprimento do dever, bem como orienta-lo sobre a sua realidade nova, sem que a sua memória corporal registre o acontecimento na vigília comum. Daí nasce à afirmativa de que somente o amor pode atravessar o abismo da morte. 

Fonte:http://www.amordealmas.com 

quarta-feira, 25 de abril de 2018

SEPARAÇÃO - - VALE A PENA LER




Naquela noite,enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e
disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem
dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seu...s olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer
a ela o que estava pensando.Eu queria o divórcio. E abordei o assunto
calmamente.

Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou
em voz baixa: "Porquê?"
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres
longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos
mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim
do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta
pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu
simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para
ela a casa, nosso carroe 30% das ações da minha empresa.

Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com
quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei
com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do
que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a
chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado
enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas
finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.

No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na
mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi
imediatamente,pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.


Quando acordei no meio danoite, ela ainda estava sentada à mesa,
escrevendo. Eu a ignorei e volteia dormir.

Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria
nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu
que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma
mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria
seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para
prepar-se bem,sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus
pais.

Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do
momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos
casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para
fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava
completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos
dias ainda mais intoleráveis.

Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito
e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim
vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar
o divórcio", disse Jane em tom de gozação.

Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo,
então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi
totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está
carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do
quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter
caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os
olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu
balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que
atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o
trabalho e eu dirigi para o escritório.

No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu
peito,eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há
muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha
envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo
estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela.
Por uns segundos,cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste
estado.

No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior
como corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a
cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez
meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.

Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma
série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro,ela
disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi
que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em
carregá-la nos últimos dias.

A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega
tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o
braço e toquei seus cabelos.

Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de
você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as
manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho
e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de
perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo.
Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala
para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a
segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.

Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu
asegurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas
pernas.Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando
estas palavras:"Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o
tempo".

Eu não consegui dirigir para o trabalho... fui até o meu novo futuro
endereço,saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi
as escadase bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a
ela "Desculpe Jane. Eu não quero mais me divorciar".

Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com
febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe,Jane. Eu não
vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos
valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor.
Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do
nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos
separe.

A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a
porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei
para ocarro e fui trabalhar.

Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê
de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria
de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus
braços todas as manhãs até que a morte nos separe".

Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um
grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde
encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu
estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com
ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos
de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso
filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu
filho, eu sou um marido carinhoso.

Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num
relacionamento.Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no
banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não
proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo
de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los
próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.

Mas se escolher compartilhar para alguém, talvez salve um casamento.
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam
tão perto do sucesso e preferiram desistir..

Valorize quem realmente te ama..Pense nisso!

Axé

terça-feira, 24 de abril de 2018

A ARTE DE NÃO ADOECER


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"
Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia. 
--------------------------------------------------------------------------------
Se não quiser adoecer - "Tome decisão"
A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele. 
--------------------------------------------------------------------------------
Se não quiser adoecer - "Busque soluções" 
Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença. 
---------------------------------------------------------------------------------
Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências" 
Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. 
Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.
---------------------------------------------------------------------------------
Se não quiser adoecer - "Aceite-se"
A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia. 
----------------------------------------------------------------------------------
Se não quiser adoecer - "Confie" 
Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus. 
----------------------------------------------------------------------------------
Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste" 
O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia. 

Dr. Dráuzio Varella

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Dez minutos diante da imagem de Nossa Senhora



Meu, filho, se tu soubesses o bem que te quer a Providência, conduzindo-te à minha presença! Eu sou tua Mãe e possuo imensos tesouros, com ardentíssimo desejo de os repartir contigo .. Alegra-te pois, anima-te. Que tens? Não me pareces cheio daquela alegria que tanto me apraz? Que fronte não se serena ante mim? Ah! acorda o teu fervor, acende o teu zelo... Por que me queres mortificar, não te mostrando radiante de alegria a meus pés?
Por mais graves que rejam as angústias de um pobre enfermo, ele se enche de alegrias assim que vê ao seu lado um médico que pode cura-lo.... .. Meu filho, eu sou o remédio de todos os males. No meio de uma borrasca os passageiros nada temem, quando têm um afoito piloto, que os tranqüiliza.... Por maiores que sejam os teus perigos , que temes tu, se eu navego na tua barquinha? Mas quero que me fales das tuas enfermidades, se queres que eu seja a tua saúde; quero que me mostres os teus perigos, se desejar que te livre deles. Tem confiança em mim, ó meu filho; o meu coração abre-se para aqueles que se lançam nos meus braços, como tu em criancinha fazias com tua mãe.
Eu sou toda suavidade e doçura; chamo-me a Mãe do Perpétuo Socorro. Nunca ninguém se arrependeu de me ter comunicado os seus segredos, de me ter contada as suas desventuras, de me ter descoberto as suas chagas,. de me ter revelado a sua pobreza.
Lembraste de que, nas bodas de Canã, o meu Coração não pôde resistir aquela nuvem de confusão, que. pela falta de vinho, estava a cair sobre os dois esposos ... e queres que não me enterneça na presença de negócios de maior importância? Abre-me o teu coração o deixa-te cobrir de beneficies por quem te ama.
Bem sei que vives num mundo que se tem tornado um covil de feras cruéis, que de noite e de dia armam ciladas... bem sei que as tuas paixões são vivas e ardentes, que muitas vezes te deixas iludir e cometes faltas de fidelidade ao meu Filho... mas eis-me aqui; estou pronta a ajudar-te, contanto que estejas pronto em receber os meus dons.
Mostra-me a tua mente .. Oh! Para que esses pensamentos de orgulho, de Inveja, de vaidade, de carne!... Dá-me a tua inteligência e a purificarei como ouro.
Abre-me o teu coração.... De certo te atemorizas? Para que tanta indocilidade? Coragem! Ah! pobre coração! Quanto afetos o dilaceraram!... quanto pó o avilta!.... quantas sombras o obscurecem!... quantas chagas o cobrem!... Dá-mo... o meu Jesus deposita nas minhas mãos o seu Coração e tu hás-de duvidar faze-lo? Elege-me, querido filho, Rainha do teu coração, e o verás mudado numa fonte de felicidade para ti.
Diz-me agora: como regulas o teu exterior? como velas sobre as tuas palavras? como guardas os teus ouvidos?... come te regulas em toda a tua pessoa?... Essa vergonha que sentes no interior é uma resposta eloqüentíssima... Não desanimes, meu filho; se o teu Interior estiver nas minhas mãos, o teu exterior se tornará santo e precioso. Prometes-me pôr mães a obra? Que respondes? Ah! Não me dês uma negativa, que para mim seria muito amarga! Não queiras aviltar-te... Eu estarei sempre contigo....farei planos todos os teus caminhos , tornarei fácil o que é difícil. Coragem , meu bravo , levanta-te e caminha comigo pelas nobre sendas da virtude cristã.
Filho , volta muitas vezes a meus pés...enamora-te das minha lições , deixa-te guiar por mim , e nunca mais acontecerá que ponhas o pé em falso e que percas o reino dos céus.