VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

ASTROS - FINAL


 
5) MARTE: Planeta símbolo da força viril, da atividade e capacidade criadora em todas as suas formas. Na psicologia astrológica representa o espírito empreendedor, energético e cheio de ânimo. Em seus aspectos negativos personifica a crueldade e o desejo de destruição. Os que nascem com Marte mal configurado em seu horóscopo são vítimas de impulsos violentos, belicosidade e rudeza. É representado por um círculo com uma flecha na parte superior direita, significando a força criadora do espírito. É planeta masculino; seu elemento é o fogo, e rege os signos de Áries e Escorpião. Seu metal-símbolo é o ferro.

6) JÚPITER: O maior dos planetas em termos de dimensão, representa, de maneira unificada, as figuras simbólicas do pai, do patriarca e do rei. É símbolo da grandeza de espírito, da sabedoria e generosidade, do sentido de justiça e da alegria espiritual. Em seus aspectos negativos, representa o orgulho, o desejo de ostentação, a falta de sinceridade, o amor à vida fácil, a paixão pelo jogo. Júpiter é representado por uma meia-lua crescente (símbolo da consciência da alma) unida a uma cruz (a matéria). É planeta de natureza masculina, positiva, regente de Sagitário e Peixes. Seu metal é o estanho.

7) SATURNO: Este planeta simboliza o tempo, que, com seu terrível apetite pela vida, devora todas as suas criações, sejam elas seres, coisas, idéias ou sentimentos. Astrologicamente, o planeta saturno é considerado o mais poderoso e malévolo, devido à maneira sutil e imperceptível com que mina a vitalidade do organismo físico. Marte, em seu aspecto destruidor, manifesta-se rápido como um raio. Mas Saturno é exatamente o contrário. Sua natureza é lenta e paciente, furtiva e velada. Saturno representa o movimento de contração, solidificação, cristalização, estabilidade e inflexibilidade. Em seus aspectos positivos, confere método, prudência, concentração, sobriedade e sentido do dever. Mas configurado, produz hipocrisia, intolerância, avareza, espírito rotineiro e teimosia. É representado simbolicamente por uma cruz surgindo de uma meia-lua crescente, significando a manifestação da consciência. É planeta masculino, positivo, regente de Capricórnio e Aquário. Seu metal simbólico é o chumbo.

8) URANO: Urano, o pai mitológico de Saturno, dá início, segundo a astrologia esotérica, à primeira série de uma órbita ou ciclo mais elevado de influência astral. Sua natureza é a mesma de mercúrio, porém numa oitava superior. Urano simboliza também o intelecto, mas já conectado com os planos da intuição superior e da iluminação interna. Este planeta rege os sentimentos ideais e a imaginação criadora. É planeta de caráter revolucionário, progressista, original e imprevisível. Os chamados "gênios incompreendidos" são, frequentemente, influenciados por esse planeta. Urano é representado por dois pilares (emblema das naturezas divina e humana) unidos por meio de uma cruz da qual pende um círculo. Rege, com Saturno, o signo de Aquário, e seu metal é o alumínio.

9) NETUNO: Netuno é considerado a oitava superior do planeta Vênus. Representa, assim, as mais elevadas tendências sentimentais e afetuosas. Mas o amor netuniano é do tipo platônico ou idealista. Os gregos o identificavam como o deus do mar, e por isso o seu símbolo é de natureza psíquica, conectando ao idealismo o dom da profecia e o sentido da beleza transcendente na arte em geral. Confere uma poderosa imaginação e predispõe ao misticismo, à mediunidade e à clarividência. É considerado o planeta dos grandes artistas, devido à sua natureza aquática emocional. Mal configurado, costuma provocar enfermidades mentais e nervosas, problemas neuróticos e tendência ao uso de drogas. Netuno é representado por uma lua crescente em posição horizontal, atravessada por uma linha vertical (o espírito) da qual pende uma cruz (a matéria). Rege, com Júpiter, o signo de Peixes.

10) PLUTÃO: A moderna astrologia ainda discute o complexo simbolismo do último planeta de nosso sistema solar, o mais recentemente descoberto. Plutão aparece como oitava superior de Marte, decompondo a sua poderosa influência em duas áreas: na primeira, espiritual, Plutão representa a vontade criadora, a vivificação, a transformação; na segunda, material, a decomposição, a violência e a morte. No sentido geral, Plutão simboliza as mutações profundas, tanto na natureza como no homem. Alguns astrólogos atribuem a Plutão a co-regência do signo de Escorpião.

fonte: http://www.topgyn.com.br/conso17/glossario/conso17a76.php

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

ASTROS - PARTE 01




1) SOL: De todos os corpos celestes ou fenômenos da natureza, o Sol é, com toda probabilidade, o mais rico de conteúdo simbólico. Desde os primórdios das civilizações, o homem associou o Sol ao próprio princípio da vida e de todas as coisas. Símbolo material-espiritual por excelência da Divindade, sua luz pode ser considerada como a manifestação visível de Deus. Tudo quanto existe na natureza depende da presença e do apóio da luz solar, fazendo desse astro o emblema maior dos princípios de geração, conservação e sustentação da vida em todas as suas formas. Do ponto de vista esotérico, o Sol é emblema do espírito, do Eu Superior. É representado pela figura do arcanjo Miguel, que derrota Satanás, a cabeça da serpente (símbolo das trevas), com sua espada flamejante (força solar). Neste sentido, o Sol representa as forças positivas, agressivas e dominadoras do cosmos. No plano da astrologia psicológica, o Sol simboliza, em seus aspectos positivos, qualidades morais tais como: firmeza, auto-estima, esperança, consciência desperta, nobreza de sentimentos, poder da vontade, lealdade e autoridade. Em seus aspectos negativos, simboliza arrogância, exibicionismo, orgulho, ambição, autoritarismo. Na astrologia, o Sol constitui o Princípio Vital, centro de todas as coisas físicas. O Sol é representado por um círculo (símbolo do espaço e do tempo infinitos) com um ponto no meio (símbolo do espírito). Está identificado com o princípio masculino, positivo, regendo o signo de Leão. O metal que o representa é o ouro.

2) LUA: O aspecto simbológico da Lua, como o do Sol, é conhecido desde tempos imemoriais. A "deusa da noite" foi, desde sempre, cultuada como "mãe universal", o princípio feminino que fertiliza todas as coisas. A Lua representa a alma, como o Sol representa o espírito. No plano esotérico está identificada com a deusa egípcia Ísis, a grande iniciadora da alma nos mistérios do espírito. A Lua representa os poderes modeladores da Luz Astral: é considerada representação da matéria. Suas forças são de caráter magnético, e portanto, opostas às do Sol, que tem caráter elétrico. Na psicologia, a Lua simboliza o inconsciente e, portanto, os sentidos físicos, as paixões e emoções animais e instintivas, bem como a imaginação, a sensibilidade e todos os demais aspectos femininos da vida. Em seus aspectos negativos, representa a preguiça, inconstância, frivolidade. A astrologia considera que a influência da Lua é puramente negativa. Na ausência de configurações importantes com o Sol e os demais planetas, ela não acarreta nem venturas nem desgraças. Mas, quando toma parte de uma configuração junto a outros corpos celestes, seu influxo pode ser extremamente poderoso, já que recebe a influência desses corpos e a intensifica, transferindo-a ao homem. Por isso, certos astrólogos costumam-se referir-se à Lua como o "grande médium astrológico do céu." A Lua é representada por um crescente em forma de copa, simbolizando o lado receptivo da natureza humana. A Lua é de polaridade feminina, aquática, negativa, e rege o signo de Câncer. Seu metal é a prata.

3) MERCÚRIO: O planeta Mercúrio personifica o "mensageiro dos deuses". Os gregos, para representar suas qualidades de mobilidade, versatilidade e rapidez, costumavam representá-lo com pequenas asas nos pés e no capacete. Regendo o intelecto humano, Mercúrio representa a força ativa do Eu, a consciência da humanidade e as faculdades de ver, perceber e raciocinar. Às pessoas que o tem em seu bom aspecto confere aptidão intelectual para as ciências analíticas e dedutivas, literatura, diplomacia, comércio e jornalismo. Em seus aspectos negativos, produz desequilíbrio mental, desonestidade, hipocrisia, nervosismo. Mercúrio, como representante do intelecto, é de natureza andrógina. Em sua manifestação masculina, rege o signo de Gêmeos; em sua manifestação feminina, rege o signo de Virgem. Seu metal é o mercúrio.

4) VÊNUS: Este planeta inspirou aos gregos e romanos a figura de sua deusa do amor e da beleza: Afrodite. Esotericamente, o simbolismo de Vênus tem dois aspectos: um relacionado ao amor espiritual e o outro conectado à simples atração sexual. No primeiro aspecto, Vênus é emblema do amor como forma de coesão, de harmonia, da beleza e refinamento. Confere capacidade para as belas-artes. Mal configurado astrologicamente, apresenta como aspectos negativos moralidade débil, impulsividade, tendências passionais, atração pelo luxo e pelos prazeres sensuais. É planeta de natureza feminina, regente dos signos de Touro e Libra. É representado por um círculo com uma cruz na parte inferior, significando o espírito em seu esforço de libertar-se da matéria. Seu metal é o cobre.