sexta-feira, 6 de julho de 2018

Meditação para momentos de ansiedade


Meditação para momentos de ansiedade

Exercício para apagar a angústia e se concentrar nas tarefas atuais
 
 
A ansiedade é um mal da nossa sociedade moderna. Tentamos viver no futuro todo o tempo, sem conseguir. Queremos planejar, arquitetar, adivinhar e determinar um futuro que é incontrolável. Sabemos disso, mas mesmo assim tentamos estar no comando de tudo e todos, nos grandes e nos pequenos detalhes. Não percebemos nem as outras oportunidades que se apresentam, por pura rigidez.
A palavra ansiedade tem origem do termo grego anshein, que significa "estrangular, sufocar, oprimir" Se tem esse significado, como manter esse comportamento pode ser bom para nós?
Reveja seus pensamentos, ações e reclamações. Estão todos ou quase todos ligados ao futuro ou ao passado, certo? A agitação de nossos afazeres nos deixa muito ligados aos resultados. Principalmente quando se trata de trabalho. Pois bem, e se eu te disser que isso é uma cilada produzida pela sua mente desgovernada? Seu ego pode até argumentar por horas discordando sobre este assunto, mas desta forma não se tem equilíbrio nunca. Essa é a verdade.
Você deve estar pensando, que é tudo muito estressante. A qualquer momento alguém pode passar a sua frente ou você pode errar feio e perder o emprego. É exatamente aí que entra o que eu gostaria que você compreendesse.
Atendo muitas pessoas que mesmo dispostas a mudar o padrão de comportamento, ainda se debatem com egos tirânicos, egos coitadinhos, egos dependentes e por aí vai uma enormidade de resistências. Não é fácil, mas é absolutamente possível e agradável. Não adianta nada tentar controlar mentalmente a impermanência. A realidade é que, a única coisa que existe, é o presente momento. Fora dele tudo é imaginação. E é neste momento que você deve permanecer para ter resultados reais e bons. Se estiver no agora terá condição de perceber o que deve ser feito ou dito - sem o estresse.
Por que razão passamos boa parte de nossa vida perdendo tempo tentando estar em outro momento que não é atual? Imaginamos como vai ser, como queremos que seja, o que o outro vai pensar... puro jogo de adivinhação. Tentar viver no futuro é a maneira segura que nosso inconsciente achou para se manter no controle."Tentar viver no futuro é a maneira segura que nosso inconsciente achou para se manter no controle."Quanto mais queremos manipular o desconhecido, mais ansiosos ficamos. Nos manter em padrões pré-determinados e antigos nos dá uma falsa segurança.
Você se considera uma pessoa ansiosa? Se a resposta é sim, experimente mudar isso. Eu proponho um exercício bem fácil, mas que deve ser feito algumas vezes todos os dias, por pelo menos 21 dias consecutivos. Você topa?

Vamos lá:

  • Pare tudo e perceba como seu corpo está. O que você está olhando? Estenda seu olhar a todo o ambiente. Após ver realmente tudo sem se deter em nada, permita-se ouvir os sons a sua volta. Mantenha-se com apenas estas tarefas durante um minuto. Como foi manter-se no agora? Pode ser difícil no início, mas vale muito se aprimorar. Nossa mente tem o "hábito" de não estar focada no momento exato em que estamos vivendo. Não se esqueça que hábito se adquire.
Perdemos energia e tranqüilidade, julgando tudo ao redor. Até os objetos nós julgamos no momento em que os reconhecemos em situações do passado. Observe seus pensamentos e compreenda como funciona nosso exercício. Ganhamos muito tempo se nos concentramos apenas numa única tarefa, mesmo se esta for não fazer nada (meditação). Então, se estiver sempre focado em suas tarefas no agora, terá a oportunidade de experimentar um sentimento de segurança, de paz interior e de satisfação. Toda a ansiedade irá com o tempo se desfazer completamente.

Minha proposta é que durante no mínimo 21 dias você tente criar o hábito de se manter o maior tempo possível vivenciando o presente momento. Depois que virar um hábito será mais fácil. Invista nesse exercício e lembre-se: estar presente é sempre um presente. Pode acreditar!

quinta-feira, 5 de julho de 2018

SABEDORIA DOS ANJOS




SENTIDOS.

...

Confie em seus sentimentos e em seus sentidos.


Confie no que vê no olho de sua mente, bem como com os seus olhos físicos. Os sinais são oferecidos a você de várias maneiras e têm o propósito de ajudá-lo em sua visão espiritual, na sua cura e orientação. 

Lembre-se de aprender também a receber e a compreender as mensagens que afetam o seu corpo emocional e o seu corpo físico também. A clarividência é um dos sentidos que muitas vezes é o seu primeiro e mais forte sentido, portanto, é importante que você aprenda o que estes sinais significam para você.
Peça aos seus anjos para ajudá-lo a trabalhar com a compreensão do seu sentido físico, pois é uma parte importante de seu sistema de orientação durante a sua jornada terrena e o ajudará a receber as mensagens divinas que você busca. A expansão dos seus sentidos o ajuda a navegar através de sua jornada e a encontrar o caminho que o leve para onde queira ir.

Afirmação: “Eu confio nos sinais que recebo dos meus anjos, através dos meus pensamentos e sentimentos.”

Você é ternamente amado e apoiado, sempre.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
  1. JUSTIÇA.

    ...
    Avalie seus prós e contras


    A justiça se trata mais do que apenas corrigir erros. A verdadeira justiça se refere a ser justo e íntegro em todas as suas ações e negócios. Peça aos seus anjos para guiá-lo a tomar decisões equilibradas para si mesmo. Tente avaliar a situação em vez de julgar as pessoas envolvidas ou as circunstâncias. Se sentir que está sendo tratado injustamente, peça aos seus anjos para ajudá-lo a ver o ponto de vista dos “outros”, bem como o seu, e aja a partir deste espaço interior que está equilibrado e que se refere ao amor e a compaixão.

    De acordo com a lei de causa e efeito, o que você faz aos outros, no final, experienciará por si mesmo, portanto, é sábio buscar o melhor resultado para todos os envolvidos e manter todos na luz da cooperação e o bem de todos. Escolha se doar, a partir deste espaço mais elevado de compreensão e saiba que não importa se você concorda ou tolera os outros; o que importa é que você esteja disposto a olhar além do que vê com os seus olhos e a sentir com o seu coração. É uma oportunidade tremenda para o seu crescimento pessoal.

    Afirmação: “Eu busco a justiça e a integridade em tudo o que eu faço. Tomo as minhas decisões a partir da justiça para todos.”

    Você é ternamente amado e apoiado, sempre.

    Os Anjos

    Fontes: 
    1. Direitos Autorais ©2012 por Sharon Taphorn

      Todos os direitos reservados.

      1. Tradução: Regina Drumond 

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Simpatias para o AMOR



Para amor e sedução (Encantamento da Lua Cheia)


Numa noite de Lua Cheia encha de água uma bacia e faça a lua refletir nela. Olhe para dentro e observe seu rosto atentamente. Deseje amor intensamente e perceba-o vindo em sua direção. Imagine a Lua fundindo com você. Leve a bacia para dentro de casa e guarde um pouco da água num pequeno frasco. Acredite, este frasquinho contém, de agora em diante, o seu "perfume mágico". Use-o sempre que necessário e não se preocupe com o seu aroma do outro mundo...


Para a sedução (Amuleto da fascinação)

Um poderoso amuleto de fascinação amorosa foi recolhido da tradição árabe. Pegue um cílio do seu olho direito e pronuncie sobre ele o que você deseja (uma situação nunca uma pessoa!!). Envolva-o com um lenço virgem (novo e sem uso) e carregue-o no bolso ou bolsa por uma semana. Isso aumentará o seu poder sedutor.
Para fazer uma boa escolha amorosa

Coloque pétalas de rosas secas num saquinho de seda cor-de-rosa, amarre-o. Acenda duas velas cor-de-rosa e diga: "Este ou aquele, tenho que escolher. Deusa, guie minha escolha, para eu não me perder". Sinta o suave perfume das pétalas de rosas e use o saquinho junto ao corpo.

 


PARA UMA CONQUISTA AMOROSA I


NUM DIA DE LUA NOVA ACENDA UMA VELA ROXA. PONHA PERTO UM COPO DE ÁGUA. ACENDA UM INCENSO DE ROSA OU JASMIM. PENSE NUM CORAÇÃO COR-DE-ROSA, PULSANTE, E DIGA: "QUANDO PENSO NESTE CORAÇÃO TÃO CHEIO DE ALEGRIA, SINTO O COMEÇO DO AMOR E DA FELICIDADE PERCORRENDO O MEU SER".

 


PARA UMA CONQUISTA AMOROSA II


Numa noite de Lua Nova segure meia casca de ovo e balance-a sobre um prato com terra. Encha a casca de ovo com a terra e ponha nela uma semente qualquer e diga: "Vou plantar a semente do meu sonho na terra fértil e fazer uma colheita de amor e felicidade".


Para uma conquista amorosa III


Dois dias antes da Lua Cheia arrume o altar (que pode ser uma mesa com uma toalha branca, nova, destinada apenas para esse uso) colocando uma vela cor-de-rosa besuntada com óleo de oliva ou de rosas num castiçal. Não acenda. Coloque um vasinho com uma rosa vermelha, pingue três gotas do floral de Bach Rescue (opcional) dentro da corola da rosa.
Pegue uma faca ou adaga e com ela grave seu pedido na vela, escrevendo, por ex.: "amor correspondido". Nos próximos dois dias reforce mentalmente o seu pedido. Na noite de Lua Cheia você saudará os quatro pontos cardeais da seguinte forma: coloque seu castiçal com a vela dentro de um caldeirão (de preferência com três pés) na direção do Sul; um copo de água voltado para o Oeste; uma pedra ou uma maçã voltada para o Norte, um sino e um incenso voltados para o Leste.
Você deve estar olhando para o Leste. Se imagine envolvido por uma luz branca e abra o ritual fazendo com a mão direita um círculo no sentido horário, de preferência segurando um cristal.  Homenageie os elementos (água, fogo, terra e ar) com agradecimentos. Mentalize o seu pedido, acenda a vela e o incenso, toque o sino três vezes e diga: "Quando a chama de luz começa a brilhar e crescer muito alta, Fraya, Senhor do Amor, por favor, dê-me um amor verdadeiro de coração a coração".
Bata o sino três vezes. Deixe a chama queimar. Feche o círculo com a mão erguida em sentido anti-horário, com o cristal. Este ritual deve ser repetidoem três Luas Cheias seguidas.


Para uma reconquista amorosa


Queime um pouco de sálvia e na sua fumaça segure uma pena branca. Com ela varra o seu corpo todo, de cima para baixo, para limpar sua aura. Mude a posição de seus anéis, pulseira, relógio, invertendo o processo de receber e dar energia (o lado direito dá e o lado esquerdo recebe energia) por uma semana. Durante este período mentalize o desejo de transformar tristezaem alegria. Este encantamento faz com que você inicie um processo de renovação.


Para ter harmonia no amor

Escreva num papel com lápis vermelho o seu nome e o nome da pessoa que ama, desenhe um coração em volta dos nomes. Dobre o papel formando um quadrado, enterre-o num lugar onde crescem plantas silvestres e fale:"Amor na verdade, verdade na beleza, beleza no amor". Repita essa frase duas vezes por dia, durante dois dias.


Para resolver um problema amoroso

Faça um altar pondo sobre uma mesa uma toalha vermelha, uma vela branca no Sul, um incenso no Leste, uma taça com água no Oeste e um cristal no Norte, representando os quatro elementos. Concentre-se no desejo que queira ver realizado. Acenda a vela e leve o incenso até a sua chama e diga: "Assim como transformo fogo em cinzas, vou transformar ..... em ....."


Para amor, prosperidade e harmonia (Ritual das janelas abertas)

No primeiro dia do Ano devemos deixar 3 janelas abertas durante todo o dia, em cada uma devemos colocar uma flor para atrair um tipo de energia que permanecerá conosco todo o Ano. Na primeira, devemos colocar uma flor cor-de-rosa para trazer amor; na segunda, uma flor amarela para trazer prosperidade e na terceira uma flor branca para paz e harmonia.

Axé

terça-feira, 3 de julho de 2018

Vampiros de energia: 10 formas de identificar o sugador



Todos nós os conhecemos! Sabemos como são! Como se vestem! E como agem! E seus propósitos: sugar o sangue de suas vítimas, pois só assim eles sobrevivem. De quem estamos falando? É claro que dos "Vampiros dos filmes", o Conde Drácula e seus amigos, seres errantes de capa preta e grandes dentes, ávidos por sangue (ou energia vital), e que andam pelas sombras em busca de suas vítimas que, na maioria das vezes, não percebem sua presença ou atuação maléfica, mesmo que estejam muito próximos. Aí, o filme termina e os vampiros desaparecem, certo? Errado!
Existe um tipo de vampiro que é de carne e osso, e que convivemos diariamente. Estamos falando dos "Vampiros de Energia”, pessoas de nosso relacionamento diário. Pode ser nosso irmão (a), marido/esposa, empregado, familiar, amigo de trabalho. vizinhos, gerente do banco, ou seja qualquer pessoa de nosso convívio, que esta roubando nossas energias, para se abastecer. Eles roubam energia vital, comum no universo, mas que eles não conseguem receber.
Mas, por que estas pessoas sugam nossa energia, afinal? Bem, em primeiro lugar a maioria dos Vampiros de Energia atuam inconscientemente, sugando a energia de suas vítimas, sem saber o que estão fazendo.
O vampirismo ocorre porque as pessoas não conseguem absorver as energias das fontes naturais (cósmicas, telúricas, etc), tão abundantes, e ficam desequilibradas energeticamente. Quando as pessoas bloqueiam o recebimento destas energias naturais (ou vitais), elas precisam encontrar outras fontes de energia mais próxima, que nada mais são do que as outras pessoas, ou seja, você.
Na verdade, quase todos nós, num momento ou outro de nossas vidas, quando nos encontramos em um estado de desequilíbrio, acabamos nos tornando vampiros de energia alheia.

Tipos de vampiros:
Mas, como identificar estas pessoas, ou estes vampiros? Em estudos feitos, foram identificados os seguintes tipos de vampiros (você provavelmente conhece mais de um):
• Vampiro Cobrador
• Vampiro Crítico
• Vampiro Adulador
• Vampiro Reclamador
• Vampiro Inquiridor
• Vampiro Lamentoso
• Vampiro Pegajoso
• Vampiro Grilo-Falante
• Vampiro Hipocondríaco
• Vampiro Encrenqueiro
Quais as principais características deles? Como combatê-los?

a) Vampiro Cobrador: Cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, já vem cobrando o porque não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, estará abrindo as portas. O melhor a fazer é usar de sua própria arma, ou seja, cobrar de volta e perguntar porque ele não liga ou aparece. Deixe-o confuso, não o deixe retrucar e se retire rapidamente.

b) Vampiro Crítico: é aquele que critica a tudo e a todos, e o pior que é só critica negativa e destrutiva. Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na vítima um estado de alma escuro e pesado e abrirá seu sistema para que a energia seja sugada. Diga "não" às suas críticas. Nunca concorde com ele. A vida não é tão negra assim. Não entre nesta vibração. O melhor é cair fora e cortar até todo o tipo de contato.

c) Vampiro Adulador: é o famoso "puxa-saco". Adula o ego da vítima, cobrindo-a de lisonjas e elogios falsos, tentando seduzir pela adulação. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele simplesmente espera que o orgulho da vítima abra as portas da aura para sugar a energia.

d) Vampiro Reclamador: é aquele tipo que reclama de tudo, de todos, da vida do governo, do tempo, etc. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. E o mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. Melhor tática é deixá-lo falando sozinho.

e) Vampiro Inquiridor: sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo, e não dá tempo para que a vítima responda, pois já dispara mais uma rajada de perguntas. Na verdade, ele não quer respostas e, sim, apenas desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo normal de pensamentos. Para sair de suas garras, não ocupe sua mente à procura de respostas. Para cortar seu ataque, reaja fazendo-lhe uma pergunta bem pessoal e contundente, e procure se afastar assim que possível.
f) Vampiro Lamentoso: são os lamentadores profissionais, que anos a fio choram sua desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado emocional e afetivo. Chora, lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. È sempre o coitado, a vítima. Só há um jeito de tratar com este tipo de vampiro, é cortando suas asas. Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, ainda mais que não elas não resolvem situação alguma.

g) Vampiro Pegajoso: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Aproxima-se como se quisesse lambê-la com os olhos, com as mãos, com a língua. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Se você não escapar rápido, ele irá sugar sua energia em qualquer uma das possibilidades. Seja conseguindo seduzi-lo com seu jogo pegajoso, seja provocando náuseas e repulsa. Em ambos os casos você estará desestabilizado, e, portanto, vulnerável. Saia o mais rápido possível. Invente uma desculpa e fuja rapidamente.

h) Vampiro Grilo-Falante: a porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Fala, absoluto, durante horas, enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital. Para livrar-se, invente uma desculpa, levante-se e vá embora.

i) Vampiro Hipocondríaco: cada dia aparece com uma doença nova. Adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois sente-se péssimo.

j) Vampiro Encrenqueiro: para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre a sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo. Esse é um dos métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar-lhe a energia. Não dê campo para agressividade, procure manter a calma e corte laços com este vampiro.
Bem, agora que você já conhece como agem os Vampiros de Energia, vá a caça deles, ou melhor, saia fora deles o mais rápido possível. Mas, não esqueça de verificar se você, sem querer, é obvio, não é um destes tipos de Vampiro.

Por Vera Caballero - orientadora metafísica e professora de bioenergias e proteção psíquica.

Axé