VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 26 de março de 2012

EGOGRAMA - PARTE 1

Blog da Esotérica Ivanih Bianco
Consultas com hora marcada, pessoalmente ou por telefone (Pagamento por depósito bancário) Ligue e marque seu horário:19-3462-9248
Americana-SP



ENTENDENDO SEU ID, EGO E SUPEREGO


O homem nasce trazendo consigo uma herança genética de seus ascendentes, e muitas vezes, é esperado dele um determinado comportamento, ou nele são depositadas inúmeras expectativas das quais muitas vezes, ele não atende, não entende, em mesmo as atinge.

As características físicas, fisiológicas são herdadas de seus pais, alguns comportamentos são adquiridos pela imitação, como a maneira de andar, de gesticular, alguns gestos-tipos, tais como, coçar a orelha, igualzinho ao pai, enfim, ter esta ou aquela mania semelhante à da mãe etc.

Alguns comportamentos também são copiados naturalmente, porém a maioria quase sua totalidade, o ser humano traz desde a sua gestação, firmado no reconhecimento quando feto, naquilo que ele sentiu durante a sua estada no ventre da mãe, e os adquiridos desde o nascimento até no máximo os sete anos de idade.

Uma gestação saudável, agradável, bem aceita, onde a mãe e o pai criam um ambiente harmonioso, propiciando ao novo ser, uma acolhida positiva, fará nascer uma criança com comportamentos diferentes de uma gestação conturbada, de uma gestação não aceita, onde o papai e a mamãe não estão em sintonia.

Esta situação trará ao mundo uma criança que desenvolverá, por certo comportamentos muito diferentes da anterior.

Às vezes, a mãe quando descobre no primeiro momento que está grávida, tem aquele choque e também aquela rejeição, quase que inconsciente, do tipo “ah, mas eu não queria agora, queria para o ano que vem”, ou “ai, meu Deus, justo agora que estamos cheios de dívidas”, ou ainda, “meu Deus, sou solteira, meu pai vai me matar”, isto se torna o suficiente, para aquele ser que está em formação, já desenvolver e carregar para o resto da vida uma sensação de rejeição.

Por isso é necessário que as pessoas em condições de concepção e que pensam que podem engravidar ou querem fazê-lo, devem antes de tudo preparem-se para quando souber do fato, já em primeiro momento receber o novo ser com aceitação e alegria, pois ele já sente tudo que o papai e mamãe fazem, dizem ou sentem no dia a dia.
Fonte: Carlos Mussato
AXÉ

Nenhum comentário:

Postar um comentário