VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 28 de março de 2012

EGOGRAMA - PARTE 3


Blog da Esotérica Ivanih Bianco
Consultas com hora marcada, pessoalmente ou por telefone (Pagamento por depósito bancário) Ligue e marque seu horário:19-3462-9248
Americana-SP



ENTENDENDO SEU ID, EGO E SUPEREGO-PARTE:03

FASE FÁLICA: Compreendida entre os três anos de idade a seis anos.
Esta é a fase do símbolo, “falo”, sinal, forma em que o menino imita o pai.
Ele escolhe muitas vezes um super herói, se veste tal qual, super homem, batman, he man, Peter pan, Robin Wood e tantos outros.
A garota veste se como a Xuxa, a Barbie, a mulher maravilha, e outras às quais ela quer ter como modelo.
O menino sempre quer ter a mesma profissão do pai dele, quando crescer.
Você pode perguntar para ele, o que será quando crescer, e ele, dirá sempre a profissão do pai.
A menina calça os sapatos da mãe, se maquila como ela e usa as roupas da mamãe, pois quer ser igual a ela.
Também repete como nos meninos que a profissão que quer ter quando crescer a mesma da mamãe.
O menino gosta de colecionar bonecos dos super heróis, a menina coleciona ursinhos.
Muitas vezes, já trazem desde a fase anal um “amuleto” simbólico, isto é, algo em que a criança se apega.
Ex: Aquela fralda que a criança não larga, dorme com ela, acorda com ela, fica o dia todo e muitas vezes a mamãe não pode, sequer tirar dela para lavá-la. Aquele travesseiro em que a criança dorme só com ele, e quando vai viajar precisa levá-lo.
Neste período é necessário educar a criança, adequando suas “manias” às necessidades e possibilidades daquilo que ela utilizará no dia a dia.


ID, EGO E SUPEREGO

Explicando o Id, Ego e Superego:

Id, o ser humano em sua essência ao nascer, puro animal.
A criança nasce, tem fome, grita, berra, chora e só se cala quando é introduzido em sua boca o seio materno, ou o bico da mamadeira.
Se está com frio chora, grita berra e quer ser aquecido, muitas vez, o faz por solidão, o que os pais chamam de manha, isto é, a criança está limpa, bem amamentada e sem fome, chora, a mamãe, pega, dá colo e a criança para de chorar.
Daí dizem: “É manha”. Mas o que é mesmo, é a solidão.
O comportamento da mamãe: A criança termina de se alimentar, a mamãe bate nas costinhas e diz: “Arrota meu filhinho, arrota.”

Superego: é o que dita as regras, aquele que determina o comportamento ideal para o ser humano.
O superego diz o que é certo e o que é errado, é o verdadeiro adestrador do animalzinho Id, aquele que vem molda-lo, doma-lo e reconstruí-lo para viver na sociedade.
Comportamento da mamãe: A criança com sete anos, ao terminar a refeição e ainda diante da mesma, manifesta em altura considerável, um arroto. A mãe diz: Porco, sem educação!

O Id é o diamante puro enquanto que o Superego é o artesão que o transformará em jóia rara, o Ego.

Um adulto, às vezes, tem comportamentos onde predomina o Id, outras vezes, o Superego e outras o Ego.
É necessário que haja um equilíbrio entre as partes, pois o Id tem seus pontos a serem questionados, como o Ego e o Superego.

FONTE: CARLOS MUSSATO

Axé

Nenhum comentário:

Postar um comentário