VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Os Raios Cósmicos



Blog da Esotérica Ivanih Bianco 


Consultas com hora marcada, pessoalmente ou por telefone (Pagamento por depósito bancário) Ligue e marque seu horário:19-3462-9248 
Americana-SP

Raios são energias fundamentais do Cosmos. Formam e compõem tudo que existe. Sete raios já se manifestaram na superfície terrestre e se relacionam com o mundo das formas, conforme já explicamos em artigo anterior.
Os outros cinco são polarizadores destes raios a nível astral cósmico e começam a influir nas camadas mais densas do planeta, pouco a pouco, já podendo ser facilmente sentidos e vistos como energias metalizadas, muito para o prata e dourado, algo também já divulgado no site em artigo anterior.

Um ciclo solar abrange vários ciclos planetários; um ciclo planetário abrange vários ciclos menores. Todos são regidos por Raios. Um Raio contém os demais e estes, como ‘subtons’ de seu tom essencial, denominam-se sub-Raios.
Ao penetrarem na Terra, os Raios imprimem nela padrões vibratórios que fazem surgir o que esotericamente se denomina ‘estruturas energéticas’, que permanecem ativas por longos períodos e assim contribuem para a manifestação do mundo tangível, formal. Em sua pulsação, os Raios emitem múltiplos matizes de seu tom. Consciências Criadoras Sublimes regulam o grau e a intensidade deste fluxo. O estudo dos Raios é o que leva o homem a conhecer seu interior, para conseguir rasgar os véus do esquecimento de suas origens e das verdades universais.

Os níveis materiais terrestres - o mental, o emocional e o etérico-físico - constituem a faixa mais densa do plano físico, onde a humanidade tem, em geral, sua consciência. Este plano tem sete subdivisões e nele predominam sete desdobramentos de um dos Raios cósmicos.
Acima deste plano, há o astral-cósmico, em que transcorre a vida imaterial, que possui cinco subdivisões e recebe mais diretamente a influência dos outros cinco Raios. O plano mental cósmico, que é superior ao do astral cósmico, atua em três subdivisões, na qual atuam - em maior proporção - nove Raios.
Assim temos:

SETE RAIOS
Relacionados com a evolução no plano físico-cósmico e que exprimem a seguinte energia:

1º - Vontade-Poder
2º - Amor-sabedoria
3º - Atividade inteligente, amor incondicional
4º - Harmonia, ascensão
5º - Aura e verdade
6º - Devoção
7º - Transmutação

CINCO RAIOS
Relacionados com a evolução no plano astral-cósmico:

8º - Inter-relacionamento de universos
9º - Onipresença
10º - Transfiguração
11º - Onisciência
12º - Libertação

Estes últimos serão mais amplamente conhecidos para o ser humano, quando este estiver mais perto do novo ciclo planetário.

NOVE RAIOS
Relacionados com a evolução no plano mental-cósmico. Correspondem às etapas futuras do desenvolvimento humano e planetário.

Existem, portanto, 21 Raios em ação no sistema solar, embora muitos falem em 22. Também podem ser chamados de desdobramentos ou sub-Raios.
O relacionamento da humanidade terrestre com os Raios não se restringirá ao âmbito planetário. No caso da Terra, no ciclo que se inicia, as Fraternidades Cósmicas transmitem suas emanações por intermédio de dois grupos estelares: as Plêiades e a constelação da Ursa Maior, prolongamentos de entidades que realizam trabalhos profundos com praticamente todos os Raios. Uma constelação pode irradiar a mesma energia em diferentes graus e com várias nuanças para planetas distintos, recebendo cada um de acordo com sua evolução.
Até 8.8.88, a consciência terrestre esteve encerrada em si própria e seus contatos nunca se estendiam além do sistema solar. A partir desta data, certos portais foram abertos e os contatos da humanidade com os Raios começaram a se atualizar, principalmente a partir dos níveis internos sem a necessidade dos filtros que antes existiam.
As esferas de hierarquias mais elevadas abrangem e influenciam outras inferiores.

As 21 Hierarquias Cósmicas, relacionam-se com os 21 Raios Cósmicos. Cada Raio Cósmico se subdivide em 21 sub-Raios.
Sete dos 21 sub-Raios - do Raio Cósmico regente deste sistema solar - estiveram acessíveis à esfera de consciência terrestre até agora. Na atual transição planetária, cinco sub-Raios somam-se aos sete já atuantes na Terra, totalizando doze, como acima exposto.
Em um futuro longínquo, quando houver maior interação com o plano mental-cósmico, a Terra poderá receber todos os 21 Raios e contatá-los diretamente.

Os Raios serão o alicerce da ciência do futuro; neles se fundará o conhecimento sobre o homem e o universo. Os Raios e as linhagens hierárquicas se unem finalmente para que alcancemos o propósito maior do ser humano: a evolução.

Cada linhagem hierárquica reflete uma face do Criador, enquanto o sopro de vida que as anima é a energia do Raio correspondente.
Cada Raio tem a vibração e a cor necessárias para a manifestação de uma faceta da Criação. Os Raios são portadores de Luz da Essência e como ela revelam-se gradualmente ao ser humano, permitindo que a vida se manifeste com múltiplos matizes, sem perder a Unidade, pois... Somos Todos Um!

Fonte:: Vera Helena Tanze 

Nenhum comentário:

Postar um comentário