VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

terça-feira, 18 de junho de 2013

PODEMOS SER CONTROLADOS POR OUTRAS ENERGIAS


Blog Esotérico Ivanih Bianco
Consultas com hora marcada, pessoalmente ou por telefone
Ligue e marque seu horário:

19-3462-9248
Americana-SP

Mensagem de Jennifer Hoffman
 13 de Junho de 2013.


 Querida Jennifer: Você escreveu que o nosso sistema de crenças nos impede de acessarmos a natureza ilimitada do Universo. E há outras coisas, tais como entidades, forças externas ou energias que nos bloqueiam, também? Qual é a eficácia do trabalho energético em deixá-los ir, impedindo que eles se apeguem a nós e se liguem a nossa energia? Há uma crença em nosso poder o suficiente para liberar estas energias, ou há mais que possamos fazer, para que sejamos verdadeiramente soberanos em nossas vidas?

 Resposta de Jennifer: Se nos conhecêssemos como mestres de nossas vidas, o que somos, então não é possível que qualquer coisa tenha o controle sobre nós, sem a nossa vontade de permiti-lo.

 Por que damos a uma energia o poder de nos controlar?

 Temos que observar tanto a intenção consciente, quanto a inconsciente e o poder do medo, porque todos eles trabalham juntos para nos dar a impressão de que há “outras” coisas que podem estar no controle de nossas vidas.

 Tenha em mente, porém, que este é, acima de tudo, um planeta de livre arbítrio, assim temos uma vontade em todas as coisas, o que significa que nada, nada, pode nos controlar, a menos que o permitamos. Dito isto, podemos dar a estas energias muitas oportunidades para que conectem conosco e nos deem a aparência de que não estamos no controle.

 Quando nos reconhecemos como mestres em nossas vidas, assumimos a responsabilidade por tudo o que nela acontece. Tudo o que chamamos de bom ou de ruim, que gostamos ou não, que nos causa dor ou alegria, então se torna nossa responsabilidade, e apenas nossa.

 Não temos ideia de como somos poderosos a este respeito, assim assumimos o crédito pelas coisas boas e culpamos outra coisa pelo mal, quando cabe tudo a nós. Não é fácil admitir que criamos o “mal”, como o “bem”, assim reconhecemos o nosso poder quando se trata de coisas que gostamos e culpamos alguma outra energia pela nossa dor. É nossa a responsabilidade das escolhas que fazemos, tanto consciente, quanto inconscientemente.

 Em qualquer lugar que nos permitimos estar na energia do medo é onde permitimos que algum aspecto da densidade se torne a energia dominante em nossas vidas.

 Cair nos ciclos do medo e da dor pode ser muito fácil de fazer, uma vez que lhes permitamos começar, porque eles distorcem o nosso equilíbrio energético, diminuindo a nossa freqüência, até que não mais sejamos capazes de perceber os potenciais energéticos mais elevados. Esta é outra escolha energética, e não é uma aquisição, mas uma renúncia ao nosso poder pessoal e mestria.

 O estado de “depressão” é simplesmente onde reduzimos a nossa resistência energética e perdemos a nossa conexão com o nosso estado natural de alegria. O estado do nosso corpo físico é quimicamente alterado por esta mudança em nossa energia e temos todos os sintomas associados a estarmos deprimidos.

 Quando escolhemos elevar a nossa freqüência, podemos nos realinhar com energias de freqüência mais elevada e mais poderosa.

 Se trouxermos vícios, tais como drogas e o álcool, na mistura, a situação se torna mais complicada. Qualquer substância que altera a nossa percepção da realidade também altera o nosso equilíbrio energético e diminui a nossa resistência à conexão com energias mais densas.

 A única razão pela qual elas podem nos conectar é porque reduzimos a nossa própria energia. Elas não têm qualquer poder sobre nós, ou não podem nos conectar com a nossa disposição. Na ausência de uma escolha e intenção poderosa de estarmos nas energias mais elevadas, ficamos sujeitos a qualquer energia que ressoe com a nossa vibração menos elevada no momento.

 Sem estarmos conscientes, a cada momento, e tendo poderosas intenções de onde queremos que a nossa energia esteja, o que pode ser, por exemplo, estarmos plenamente em nosso poder, estarmos nas frequências do amor, da paz e da alegria, então criamos aberturas para que outras energias entrem. Não porque elas tenham poder sobre nós, mas porque damos o nosso poder a elas.

 O centro da sua pergunta é: Se podemos ser possuídos ou tomados por outras energias.
 A resposta a esta questão é “não”, não é possível que qualquer energia tenha o controle sobre nós.
 Até a Fonte ou Deus não tem controle sobre nós e o que fazemos.

 No entanto, podemos intencionalmente ou não (e não há diferença), entregarmos o nosso poder e quando o fazemos, tornamo-nos vítimas de qualquer energia que possa se conectar conosco.

 A chave para permanecermos nas vibrações superiores é sabermos que isto é algo que podemos fazer e que deveríamos fazer o tempo todo. Sem isto como uma intenção consciente para as nossas vidas, iremos nos sentir que estamos fora do controle, mas este é um estado da mente que é um resultado do estado de nossa energia, e nada mais.


Fonte: http://stelalecocq.blogspot.com.br/2013/06/podemos-ser-controlados-por-outras.html

Axé



Nenhum comentário:

Postar um comentário