VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

ASTROS - PARTE 01




1) SOL: De todos os corpos celestes ou fenômenos da natureza, o Sol é, com toda probabilidade, o mais rico de conteúdo simbólico. Desde os primórdios das civilizações, o homem associou o Sol ao próprio princípio da vida e de todas as coisas. Símbolo material-espiritual por excelência da Divindade, sua luz pode ser considerada como a manifestação visível de Deus. Tudo quanto existe na natureza depende da presença e do apóio da luz solar, fazendo desse astro o emblema maior dos princípios de geração, conservação e sustentação da vida em todas as suas formas. Do ponto de vista esotérico, o Sol é emblema do espírito, do Eu Superior. É representado pela figura do arcanjo Miguel, que derrota Satanás, a cabeça da serpente (símbolo das trevas), com sua espada flamejante (força solar). Neste sentido, o Sol representa as forças positivas, agressivas e dominadoras do cosmos. No plano da astrologia psicológica, o Sol simboliza, em seus aspectos positivos, qualidades morais tais como: firmeza, auto-estima, esperança, consciência desperta, nobreza de sentimentos, poder da vontade, lealdade e autoridade. Em seus aspectos negativos, simboliza arrogância, exibicionismo, orgulho, ambição, autoritarismo. Na astrologia, o Sol constitui o Princípio Vital, centro de todas as coisas físicas. O Sol é representado por um círculo (símbolo do espaço e do tempo infinitos) com um ponto no meio (símbolo do espírito). Está identificado com o princípio masculino, positivo, regendo o signo de Leão. O metal que o representa é o ouro.

2) LUA: O aspecto simbológico da Lua, como o do Sol, é conhecido desde tempos imemoriais. A "deusa da noite" foi, desde sempre, cultuada como "mãe universal", o princípio feminino que fertiliza todas as coisas. A Lua representa a alma, como o Sol representa o espírito. No plano esotérico está identificada com a deusa egípcia Ísis, a grande iniciadora da alma nos mistérios do espírito. A Lua representa os poderes modeladores da Luz Astral: é considerada representação da matéria. Suas forças são de caráter magnético, e portanto, opostas às do Sol, que tem caráter elétrico. Na psicologia, a Lua simboliza o inconsciente e, portanto, os sentidos físicos, as paixões e emoções animais e instintivas, bem como a imaginação, a sensibilidade e todos os demais aspectos femininos da vida. Em seus aspectos negativos, representa a preguiça, inconstância, frivolidade. A astrologia considera que a influência da Lua é puramente negativa. Na ausência de configurações importantes com o Sol e os demais planetas, ela não acarreta nem venturas nem desgraças. Mas, quando toma parte de uma configuração junto a outros corpos celestes, seu influxo pode ser extremamente poderoso, já que recebe a influência desses corpos e a intensifica, transferindo-a ao homem. Por isso, certos astrólogos costumam-se referir-se à Lua como o "grande médium astrológico do céu." A Lua é representada por um crescente em forma de copa, simbolizando o lado receptivo da natureza humana. A Lua é de polaridade feminina, aquática, negativa, e rege o signo de Câncer. Seu metal é a prata.

3) MERCÚRIO: O planeta Mercúrio personifica o "mensageiro dos deuses". Os gregos, para representar suas qualidades de mobilidade, versatilidade e rapidez, costumavam representá-lo com pequenas asas nos pés e no capacete. Regendo o intelecto humano, Mercúrio representa a força ativa do Eu, a consciência da humanidade e as faculdades de ver, perceber e raciocinar. Às pessoas que o tem em seu bom aspecto confere aptidão intelectual para as ciências analíticas e dedutivas, literatura, diplomacia, comércio e jornalismo. Em seus aspectos negativos, produz desequilíbrio mental, desonestidade, hipocrisia, nervosismo. Mercúrio, como representante do intelecto, é de natureza andrógina. Em sua manifestação masculina, rege o signo de Gêmeos; em sua manifestação feminina, rege o signo de Virgem. Seu metal é o mercúrio.

4) VÊNUS: Este planeta inspirou aos gregos e romanos a figura de sua deusa do amor e da beleza: Afrodite. Esotericamente, o simbolismo de Vênus tem dois aspectos: um relacionado ao amor espiritual e o outro conectado à simples atração sexual. No primeiro aspecto, Vênus é emblema do amor como forma de coesão, de harmonia, da beleza e refinamento. Confere capacidade para as belas-artes. Mal configurado astrologicamente, apresenta como aspectos negativos moralidade débil, impulsividade, tendências passionais, atração pelo luxo e pelos prazeres sensuais. É planeta de natureza feminina, regente dos signos de Touro e Libra. É representado por um círculo com uma cruz na parte inferior, significando o espírito em seu esforço de libertar-se da matéria. Seu metal é o cobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário